Direitos dos trabalhadores

Alguns direitos dos trabalhadores, além da definição sobre o vale transporte e também os direitos caso haja demissão sem justa causa.

Direitos dos trabalhadores

Nosso país é um país bastante grande, como todos sabemos, acontece que muitas vezes algumas empresas ou empresários acabam não cumprindo ou oferecendo aos empregados tudo o que é por direito deles, afinal de contas trabalhar registrado no Brasil assegura diversos direitos, pois, estão eles previstos no CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e todo trabalhador pode fazer valer o seu direito, basta procurar um sindicato trabalhista e exigir.

         

Infelizmente as leis trabalhistas não são conhecidas por muita gente no Brasil, inclusive por muitos trabalhadores registrados que não sabem se têm ou não e quais são seus direitos como trabalhador, o que sabem na maioria das vezes é apenas de seus deveres, pois, estes os chefes fazem questão de deixar bem claro quando você entra na empresa.

Existem muitas e muitas leis que beneficiam e protegem o trabalhador, desde que é claro ele arque com suas responsabilidades e cumpra também as normas denominadas pela empresa onde ele trabalha, assim você faz valer o seu trabalho seguindo as normas corretamente e então poderá exigir que todos os seus direitos sejam também cumpridos.

Conheça alguns direitos dos trabalhadores

Vale transporte

Vale transporte

: De acordo com a lei de número 7418, de 16 de dezembro de 1985, fica decretado que todo trabalhador tem o direito de receber o vale transporte, sendo que, até 6% do valor do transporte mensal será descontado em holerite e o restante será pago conforme o combinado pela empresa, sendo passivo de multa e indenização para o empregado caso a empresa negue-se a pagar o mesmo.

Demissão sem justa causa

Demissão sem justa causa

: O trabalhador ao ser demitido sem justa causa, ele terá direitos de receber os seguintes valores:

Saldos de salários, décimo terceiro salário proporcional ao tempo de empresa pós início do ano letivo, férias proporcionais, 1/3 de férias, saque do FGTS depositado na caixa econômica federal, e ainda deverá ser avisado previamente (aviso prévio) que deverá vir 30 dias antes da demissão, sendo que, ao receber o aviso prévio, o funcionário pode não cumprir sua carga horária diária ou então poderá trabalhar normalmente, podendo reduzir duas horas diárias de trabalho e ainda sim receber o valor do salário normal.

0 voto



Fabiano
17/10/11



Vídeos Relacionados

Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook
  1. trabalhaddores temos nossos direitos ,devemos tomar conhecimentos deles e cobra-los das empresas e da justiça do trabalho, não vamos nos acovardar , pois só assim esse pais pode mudar em relação ao trabalhador e em fim ao cidadão em geral.

    Paulo Cesar da Silva
    26/01/13 às 7:45

X
Curta a página